Representatividade na Subcultura Gótica

Nossa siora, eu sumi memo daqui hein?
Sumi do canal, do blog, mas principalmente do blog, se eu tenho desculpas? VÁRIAS: preguiça, problemas pessoais, correria, tempo de respirar não tá tendo... Por mais que me doesse não postar aqui, as vezes postar aqui não é muito hábil, mas esse é um assunto no qual eu sinto necessidade de falar por aqui.


Eu postei um vídeo lá no canal que provavelmente sairá em simultãneo com essa postagem sobre Representatividade. Era algo que eu não me importava muito há tempos atrás, mas conforme foram surgindo discussões sobre o assunto e eu comecei a parar pra pensar sobre isso, eu percebi como isso é real e é válido.

Eu não sei se vocês já viram uma postagem que fiz 2 anos atrás falando sobre racismo, é essa aqui, onde menciono mais ou menos sobre o que nós que não correspondemos muito bem a aquele padrão eurocêntrico sofremos. Não me identifico bem com aquela postagem nos dias de hoje (penso que me expressei mal) e o assunto de hoje é um pouco mais profundo que isso.

Percebi, depois de ter passado por isso e de receber feedback de outras pessoas, que representatividade é mais importante do que a gente imagina. Quando a gente não se vê na televisão, na capa de revista, nas fotos do Tumblr, nos tutoriais de maquiagem, passa pela nossa cabeça que não somos capazes de atingir aquele objetivo ou até mesmo que nunca, isso mesmo, NUNCA, seremos daquela forma que é mostrada.
Então nesse vídeo eu acabei falando sobre a minha luta de auto-aceitação só por não corresponder ao padrão de pele branca e rostinho perfeito, de "gringa"! Que de início parece besteira, mas quando você se dá conta, é pior do que você imagina.



Se não há inspiração, seja a inspiração, porque não há nada de errado com quem você é. A sociedade que tá toda errada, não deixe ninguém te fazer pensar o contrário!

Bêzo!
Share on Google Plus

About Rubia (lubbyh)

Dona e fundadora deste blogusho, sou doida por gatos, alérgica a amendoim e leite (tutorial de como me matar se você me odeia)!

0 comentários:

Postar um comentário

Artes e desenvolvimento por Rubia Del Vecchio. Tecnologia do Blogger.